domingo, 7 de abril de 2013

Claudia Raia diz que seringada de Lívia em "Salve Jorge" é muito real


Claudia Raia afirmou que a seringada de Lívia, personagem que interpreta em "Salve Jorge", é muito real. "Essa mulher existe. Essa seringada é uma marca desse tipo de máfia: matar sem deixar rastros. Isso é muito real", contou Claudia no quadro "Na Boca da Galera", do "Domingão do Faustão" que foi ao ar neste domingo (8).
Acompanhada da filha Sofia, que ficou sentada na plateia, Claudia respondeu às perguntas dos telespectadores sobre a vilã. Durante o bate-papo com Faustão, a atriz contou que embora ache pesado interpretar um papel tão cruel também considera reconfortante saber que está servindo para denunciar o tráfico humano.
"É uma denúncia muito importante. Poder estar como intérprete dessa personagem reconforta bastante. Chego em casa e tomo um banho de sal grosso. Fico arrasada nas cenas em que a Lívia trafica os bebês porque sou mãezona. Dói meu coração. De acabar de fazer a cena e ter que ir para o banheiro chorar", afirmou.
Para Claudia, Lívia é uma psicopata. "Acho que ela é um produto estragado, uma mulher sem alma, uma personagem que não tem redenção", opinou. Ela também comentou sobre a relação entre Lívia e Théo (Rodrigo Lombardi) e disse não acreditar que a vilã seja apaixonada pelo capitão.
"Ela não se apaixona pelo Théo. Ela é desafiada por ele. Segundo a Glória [Perez, autora], ela é como o atleta, que quer ganhar o jogo de qualquer maneira", explicou.
Questionada se gosta de homens mais rudes, como Théo é com Lívia, Claudia disse que sim. "Qual mulher não gosta de ser chamada na chincha, de um homem que tenha pegada e ao mesmo tempo seja um príncipe? De um homem que na hora que precisa ser macho é macho? Se for só rude não adianta. Tem que ter um mistério de não saber com quem você está lidando", disse.
Durante a conversa, Faustão falou sobre a entrevista que Daniela Mercury deu para o "Fantástico" que vai ao ar neste domingo sobre ter se casado com uma mulher e perguntou à Claudia o que ela achou da declaração da baiana.
"Achei maravilhoso. Acho que as pessoas têm a liberdade de amar quem elas quiserem. Temos que falar sobre isso sim. Então adorei a iniciativa da Daniela, que é uma mãe maravilhosa, uma cantora maravilhosa. É fácil julgar quando a pessoa não viveu ou quando queria viver e não teve coragem. Está sempre aparecendo alguém para falar absurdos", afirmou, referindo-se a Marco Feliciano, presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.
Às 20h14, Glória Perez conversou por telefone com Claudia e Faustão. A autora mandou um beijo para a atriz e disse estar feliz por tê-la na pele de Lívia. Questionada sobre o futuro da personagem, Glória despistou. "Numa novela tudo pode acontecer. Faltam alguns capítulos. Os personagens fazem coisas que a gente não espera", disse ela, deixando escapar que a vilã ainda fará loucuras para dobrar Théo.
UOL


0 comentários:

Postar um comentário