sexta-feira, 19 de julho de 2013

Após pressão de Félix, Lutero não poderá mais operar

Nos próximos capítulos de 'Amor à vida', Félix (Mateus Solano) insistirá para que Lutero (Ary Fontoura) prove sua capacidade de realizar cirurgias. Com medo de errar, o médico não aguentará a pressão e se recusará a fazer uma operação na frente de César (Antonio Fagundes). Por conta disso, ele sairá definitivamente do cargo de cirurgião-chefe, deixando o caminho livre para Jacques (Julio Rocha).

De acordo com informações do Blog de Patrícia Kougut, decidido a se livrar de Lutero, Félix pressionará o pai para resolver a situação do médico no hospital: "Aproveitando que estamos reunidos, papai, você tinha determinado que o doutor Lutero só poderia operar sob supervisão. Até que ficasse provado que ele ainda tem capacidade de operar, sem colocar em risco a vida do paciente. Mas nunca mais operou, né, Lutero? Quer evitar ser avaliado?", questiona.

César concordará com o filho e decidirá supervisionar uma cirurgia no mesmo dia. Lutero ficará nervoso e tentará adiar o teste, mas o presidente do hospital não permitirá. O cirurgião desabafará com Joana (Bel Kutner): "O Félix me colocou contra a parede. Quer que eu faça uma cirurgia ainda hoje. O César vai supervisionar. E se minhas mãos tremerem? Vou perder definitivamente o meu cargo. Talvez seja posto pra fora do hospital", dirá.

Quando todos estiverem reunidos na sala de cirurgia, Lutero vai fraquejar. "Eu não posso fazer essa operação", dirá ele, aos prantos, e sairá. César irá atrás do amigo, que explicará o motivo de sua decisão: "Eu perdi a confiança nas minhas mãos, César. Estou acabado. Eu não sou mais um cirurgião. Eu lutei a vida inteira pra estudar, aprender, me tornar um cirurgião cada vez melhor. E agora o meu corpo me traiu", revela.

iBahia 


0 comentários:

Postar um comentário