sábado, 7 de setembro de 2013

Perséfone sairá com Daniel, mas irá desistir de perder a virgindade



Perséfone (Fabiana Karla) finalmente ganhará um pretendente em “Amor à Vida”: Daniel (Rodrigo Andrade) chamará a enfermeira para sair. Ao final do encontro, pedirá para subir ao apartamento, mas ela resistirá e dirá que sua primeira noite deve ser mágica.
Tudo começará quando o fisioterapeuta for dispensado por Inaiá (Raquel Villar). Chateado, ela desabafará com a amiga e dirá que não leva jeito para namorar. Perséfone discordará:
- Eu é que devia estar dizendo isso, Daniel. Mas, sabe, eu queria te lembrar de uma conversa que a gente teve faz tempo. Você me disse que eu não devia partir direto para o sexo, pensando só em perder a virgindade. Mas achar o cara. O cara que ia fazer a diferença para mim.
- E você achou esse cara?
- Claro que não. Ninguém me quer. Já me acostumei com a ideia de morrer virgem. Eu só estou te devolvendo o conselho, Daniel. Quando você procura uma relação, nunca procura a mulher. Vai logo dando em cima de uma gostosa, pensando em sexo. O que você aconselhou para mim não vale para você?
Daniel, então, chamará a enfermeira para sair. Ela desconfiará, mas o fisioterapeuta vai garantir que não quer fazer “caridade” e prometerá uma noite ótima. No dia marcado, o rapaz levará flores e deixará Perséfone entusiasmada. Durante o jantar, o fisioterapeuta vai fazer uma proposta:
- Eu estou cheio da galinhagem. De sair com uma, com outra, e não valer nada. Perséfone, eu estou a fim de te conhecer mais. De sair dessa história de amizade e tentar, sei lá, uma coisa nova. E se a gente tentasse?
Perséfone dirá que é só a amiga gorda, que nunca será amada. O rapaz revelará que já pensou desse jeito e percebeu que estava errado. Depois, elogiará a enfermeira, que ficará emocionada. Ao final do encontro, ele deixará Perséfone em casa e os dois vão se beijar. Daniel pedirá para subir ao apartamento, mas ela negará:
- Eu não quero que essa noite mágica seja mais uma corrida para eu perder a virgindade e depois a gente termine aí. Daniel, eu quero um conto de fadas. Eu quero que você seja o príncipe, sabe, o príncipe  dos contos de fadas que eu lia quando eu era criança. Desde que eu cresci e fiquei gorda, eu nunca achei que ia pintar um príncipe de verdade na minha vida. Mas você é um príncipe. Deixa eu viver o conto de fadas, inteirinho, posso?

0 comentários:

Postar um comentário