sábado, 4 de maio de 2013

Quinta exibição da morte de Paola Bracho, em “A Usurpadora”, faz SBT ficar a um ponto da Globo


Não há limites para Paola Bracho, muito menos para o eterno sofrimento de Paulina e Carlos Daniel. O dramalhão mexicano originalmente exibido pela Televisa em 1998 já foi originalmente no Brasil em 1999. Por conta do sucesso foi reprisada pelo canal do Patrão nos anos 2000, 2005, 2007 e no final de 2012 até esta sexta-feira (3). Com excelentes índices de Ibope, o canal da Anhanguera chegou a ficar a um ponto da Globo.
Na última quinta-feira (2), a novela protagonizada por Gabriela Spanic, que esteve no Brasil há algumas semanas, chegou a marcar 8 pontos segundo dados consolidados do Ibope. No mesmo horário a Globo marcava 9 pontos.
Isso porque era exibido ao penúltimo capítulo da trama, o qual Paola é desmascarada e morre. No mesmo horário era exibida a “Sessão da Tarde” na emissora dos Marinho e o “Programa da Tarde” na Record. Este, aliás, amarga sucessivos terceiros lugares na audiência com médias de quatro pontos na Grande São Paulo.
A partir desta segunda-feira (6), entra no ar a reprise de “Rubi” . A novela foi exibida no SBT pela primeira vez em 2005 em uma versão curta com apenas 77 dos 116 capítulos. A trama mexicana foi novamente exibida pela emissora de Silvio Santos em 2006, desta vez completa.

0 comentários:

Postar um comentário